Pasta/Processo BR RSTJRS RSTJRS 1G Passo Fundo PCRIM A24716816 - Procedimento de Júri - Processo Crime – Homicídio Qualificado (Preliminar)

Código de referência

BR RSTJRS RSTJRS 1G Passo Fundo PCRIM A24716816

Título

Procedimento de Júri - Processo Crime – Homicídio Qualificado

Data(s)

  • 2004-05-05 - 2010-06-29 (Produção)

Nível de descrição

Pasta/Processo

Dimensão e suporte

Gênero textual, 05 volumes, 1095 folhas e 01 apenso.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Âmbito e conteúdo

Número: 20500011267
A.S. é indiciado pela morte do menino L.D.S., de 8 anos. A. encontrou L. em um fliperama, e o convenceu a ir até sua casa para jogar no seu videogame pessoal. Quando chegaram a uma estrada deserta e sem iluminação, A. asfixiou L, depois passou uma corda pelo seu pescoço, apertando até mata-lo. Após, A. ocultou o corpo em uma toca, cobrindo-o com galhos de árvore.
O réu ainda é indiciado por usar falsa identidade, apresentando-se como sendo seu irmão, que não possuía antecedentes criminais. Na época destes crimes, o denunciado já era reincidente e foragido da polícia do estado do Paraná.
Durante as investigações, o réu deu declarações à polícia sobre o desaparecimento de L. por ter sido visto no fliperama com a vítima. Se apresentou como seu irmão, G.V.S., dizendo ter visto a vítima no fliperama, que L. havia lhe pedido uma moeda para jogar, e depois o viu conversando com outras pessoas. G. é tido como suspeito e a polícia apreende objetos em sua residência. Testemunhas afirmam ter visto G. na companhia de outras crianças em outros locais, inclusive na companhia de L.
Outras testemunhas descrevem atitudes suspeitas de um indivíduo, que após identificaram como sendo G. Uma delas relata ter sido molestada, e que G. lhe mostrou fotos de crianças e homens nus.
Em busca de informações sobre G., a polícia descobriu que não havia nenhum registro deste indivíduo no SINE, e que outros órgãos tinham registro dele apenas no Paraná. A polícia de Passo Fundo contatou a DP de General Carneiro/PR, em busca de informações sobre G., no que esta informou que o indivíduo da foto era, na verdade, A. A. foi apontado como suspeito e teve prisão decretada pelo desaparecimento de outro adolescente, em Sananduva.
A Brigada Militar localizou uma ossada que foi identificada como sendo o corpo da vítima L. Posteriormente, A. foi preso em Lagoa Vermelha pelos crimes cometidos ainda no Paraná. Em sua declaração, o denunciado relatou todos os seus crimes e listou suas vítimas, e que sua última vítima não lembra o nome, mas encontrou em um fliperama. Diz que tem um vício, e que, quando não se sente satisfeito em matar, mantém relação sexual com a sua vítima.
A polícia colheu depoimentos de diversas pessoas que conheciam o réu, e solicitou a análise dos desenhos feitos por ele (constantes no processo). Na perícia psiquiátrica, o réu demonstrou frieza e ausência de culpa e remorso, sendo seu quadro compatível com Transtorno de Personalidade Anti-Social e transtornos sexuais (necrofilia e pedofilia).
Com todos os indícios de que A. teria cometido o crime, e com a confissão deste, a ação foi julgada procedente. O processo foi levado a Júri, que condenou o réu a 21 anos e 8 meses de reclusão, 8 meses de detenção e 40 dias-multa.

Avaliação, selecção e eliminação

Processo de Guarda Permanente – Interesse Histórico

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Documento em boas condições, no geral. Alguns amassados e rasgos nas bordas.

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Nota

Processo contém fotos da ossada no local onde foi encontrada, da reconstituição do crime, matérias de jornais e desenhos feitos pelo réu.

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso de género

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação