File BR RSTJRS RSTJRS 1G Osório PCRIM 9001996260416 - Processo Crime - Crimes contra a liberdade sexual (Criança e Adolescente) (Draft)

Código de referência

BR RSTJRS RSTJRS 1G Osório PCRIM 9001996260416

Título

Processo Crime - Crimes contra a liberdade sexual (Criança e Adolescente)

Data(s)

  • 1998-05-20 - 1999-10-18 (Creation)

Nível de descrição

File

Extensão e mída

Gênero textual, 1 volume, 76 folhas.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Âmbito e conteúdo

Número 059986000101374
Resumo: A menor K.S., aos sete anos de idade, foi estuprada pelo vizinho e pai da amiga, quando foi até a casa deste para brincar com sua filha. No dia do ocorrido, apenas o réu estava em casa. Após o acontecimento, K.S. passou a pedir um diário de presente para a mãe, pois assim teria um espaço para contar seus segredos. A mãe presenteou a menina com o diário somente em seu aniversário do ano seguinte, meses após o estupro. No diário então, K. escreve que foi estuprada e gostaria de ter ajuda, mas não sabe o que fazer. A mãe da vítima um dia, pergunta se ela pode ler o que a filha escreve, tendo a criança dito que sim, mas apenas quando ela não estivesse em casa. K.S. deixa o diário ao lado da cama da mãe, com a chave do cadeado junto, fazendo com que dessa forma, a mulher leia o relato da filha.
Durante a audiência para ouvir as partes do processo, K. somente aceita falar sem a presença do réu, afirmando que quando foi à casa dele, o homem pegou-a no colo e não a deixou descer, tendo “feito movimentos para frente e para trás”, enquanto passava as mãos pelo corpo dela. Também alega que não ficou muito tempo no colo dele, mas que “era um tempo maior do que uma música” e que só conseguiu sair da casa, quando dois meninos chamaram L.R.B. para comprar sacolés (produto que o réu e a família vendiam para a vizinhança).
O acompanhamento psicológico sugere que K.S. foi realmente violentada, mas que apesar de fragilizada, mantinha uma estrutura emocional sadia. A menina não vivia em situação de vulnerabilidade, tendo uma boa relação com a mãe e o padrasto.
Na cópia do processo, há a informação de que o caso será arquivado, uma vez que o parecer psicológico demonstra a recuperação emocional da vítima.

Avaliação, selecção e eliminação

Processo de guarda permanente - Interesse Histórico.

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Documento em boas condições, em geral. Alguns amassados e rasgos nas bordas.

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Nota

Contém cópia do diário da vítima.

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso de locais

Pontos de acesso de gênero

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estado

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Idioma(s)

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Zona da incorporação