Pasta/Processo BR RSTJRS RSTJRS 1G Passo Fundo PCRIM A15915984 - Processo Crime – Roubo e Extorsão (Preliminar)

Código de referência

BR RSTJRS RSTJRS 1G Passo Fundo PCRIM A15915984

Título

Processo Crime – Roubo e Extorsão

Data(s)

  • 2000-06-05 - 2006-11-03 (Produção)

Nível de descrição

Pasta/Processo

Dimensão e suporte

Gênero textual, 13 volumes, 1095 folhas e 01 apenso.

Produtor(es)

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Âmbito e conteúdo

Número: 20500033449
G.V., L.C.D.C., M.A.L.N. e T.R.T.M. são denunciados pelo latrocínio da arquiteta N.I.M. e sua secretária R.S. Os réus subtraíram cheques e cartões magnéticos, e as vítimas foram degoladas. Após o fato, os denunciados sacaram dinheiro da conta de N. e tentaram descontar cheques.
A polícia buscou imagens dos caixas eletrônicos em que foram usados os cartões e cheques da vítima. Um cheque foi apresentado ao Banrisul nominal a V. B.S, e não foi pago por divergências nas assinaturas. Posteriormente, V. foi encontrado morto. Foram apontados como suspeitos R. T. e L.L.C. A polícia também recebeu telefonema anônimo informando que os irmãos F.G., L.G. e G.G. seriam possíveis responsáveis pelo crime. Foi pedida a prisão temporária de G.G., pela semelhança fisionômica com imagens de vídeo e retratos falados.
Em virtude da dificuldade de resolução do caso, levantou-se diversas hipóteses, como desavenças profissionais e problemas financeiros, e a família ofereceu recompensa para quem tivesse informações sobre os responsáveis pelos homicídios.
Finalmente, a polícia chegou aos indiciados por informações de outro preso, que disse que a companheira do indiciado M. teria informado a ele e aos demais denunciados que a vítima N. teria uma grande quantia de dólares em seu escritório. Outra informante relatou que o crime foi encomendado por um homem que dizia estar sendo “infernizado” pela vítima. A polícia denuncia os indiciados, com base nos depoimentos e nas similaridades entre este homicídio e outro crime cometido pelos mesmos indivíduos na Praia do Cassino. Nenhuma testemunha apontou o envolvimento de algum familiar, companheiro ou ex-companheiro das vítimas no crime.
No decorrer do processo, o réu T.R.T.M. faleceu., motivo pelo qual foi extinta sua punibilidade. Os réus L. e M. foram condenados a 26 anos de reclusão e 80 dias-multa, enquanto o réu G. foi absolvido por insuficiência de provas da sua participação.
Tanto réus quanto Ministério Público apelaram da decisão. Em 2º Grau, manteve-se a absolvição de G. e aumentou-se as penas de L. (27 anos de reclusão) e M. (28 anos de reclusão).

Avaliação, selecção e eliminação

Processo de Guarda Permanente – Interesse Histórico

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

  • português do Brasil

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Documento em boas condições, no geral. Alguns amassados e rasgos nas bordas.

Instrumentos de descrição

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Nota

Processo contém fotos da cena do crime, notícias de jornal, exames de detector de mentiras e análises da assinatura da vítima.

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso de género

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados